Quem Somos

Uma História de Superação e Conquistas

Nesses 57 anos de cooperativismo, as mudanças impactaram várias gerações e moldaram a evolução da agricultura da região

Cada década teve seus desafio; na de sessenta, inúmeros desafios foram enfrentados pelos pequenos agricultores familiares de Turvo e região. As dificuldades eram provenientes das baixas produtividades obtidas pelos agricultores e, principalmente, pela falta de opções de comercialização da produção agrícola. O governo da época começou a incentivar a formação de cooperativas como uma alternativa para a organização dos pequenos produtores. Essa década também foi marcada pelo avanço dos meios de produção mais modernos, como a mecanização agrícola em larga escala,  já que na época o governo iniciou o processo denominado de substituição das importações.

Em seguida, inúmeras empresas fornecedoras internacionais de máquinas agrícolas se instalaram no país e deram início à produção nacional em larga escala. O espírito empreendedor comum aos agricultores de origem européia da região (italianos, germânicos, poloneses e portugueses), motivou um grupo de 214 produtores de arroz do município de Turvo, que decidiram unir as suas forças para combater problemas comuns e, no dia 20 de dezembro de 1964, reunidos numa assembleia geral,  fundaram a Cooperativa Agropecuária e de Consumo de Turvo Ltda. Ao longo dos anos seguintes a cooperativa foi crescendo e se expandindo,  se tornando cada dia melhor para todos os associados.

Missão

Atender as demandas dos cooperados de forma sustentável, difundindo o cooperativismo.

Visão

Ser referência na prática do cooperativismo com foco na satisfação dos cooperados, colaboradores e clientes.

No dia 31 de agosto de 1979, com a incorporação da Cooperativa dos Produtores do vizinho município de Araranguá, alterou a sua razão social e também sua área de ação se estendeu para todo o Sul Catarinense. Em função dessas mudanças,  passou a ser denominada Cooperativa Regional Agropecuária Sul Catarinense – Coopersulca. Atualmente é conhecida como uma grande e moderna cooperativa, que investe e cresce constantemente no mercado nacional e internacional. Sediada no município de Turvo, que detém o título de Capital da Mecanização Agrícola e do Arroz, em Santa Catarina. A Coopersulca é, sem dúvida  nenhuma, uma grande empresa que gera empregos e renda para seus colaboradores e parceiros e, consequentemente, gera inúmeros tributos que são fielmente recolhidos aos cofres públicos dos municípios que fazem parte de sua área de ação e  também aos cofres dos Estados e da União. No dia 07/07/07 foi inaugurado o grande e moderno parque industrial, que é o maior do estado,  numa única planta, sendo responsável pelo processamento do arroz branco e parabolizado. Por se tratar de uma linha de produção, a industrialização do arroz é dividida em várias etapas, iniciada com a armazenagem e secagem e, posteriormente, a seleção e embalagem dos grãos de arroz. Todas as etapas de produção são automatizadas e controladas eletronicamente, sem contato manual com os grãos, auferindo, dessa  forma, rapidez e alta qualidade ao produto a ser comercializado, tornando-o altamente competitivo no mercado nacional e internacional. Nosso produto principal também denominado de carro-chefe, é o arroz beneficiado. É embalado e comercializado numa das mais tradicionais marcas do país, denominado Arroz Fazenda, sendo preferido pelos consumidores nas principais praças do Brasil. Orgulhamo-nos de nosso grande e moderno complexo industrial, mas também possuímos um sistema logístico moderno e excepcional.

Para garantir a qualidade, o arroz é armazenado em silos metálicos construídos em vários municípios dentro da área de atuação da cooperativa, que estão dispostos em várias unidades de recebimento.  Contamos ainda com uma rede com três supermercados, uma rede com oito lojas de produtos agropecuários, central de distribuição de insumos, acessório de peças e uma oficina que oferece manutenção aos equipamentos agrícolas dos nossos associados. Todas as unidades contam com uma frota de veículos de passeio, vans e caminhões próprios, realizando um trabalho logístico de fundamental importância para o sucesso da Coopersulca.Todos estes  empreendimentos foram estrategicamente construídos, com o objetivo de estarem mais próximos dos associados, prestando o melhor serviço possível.

No ano de 2002, a Coopersulca expandiu ainda mais sua área de atuação com a incorporação da Cooperativa Agropecuária de Meleiro, passando a atender também os associados de Meleiro e Morro Grande. A Coopersulca disponibiliza,  para as famílias dos funcionários, uma área de lazer própria para a prática de esporte e recreação em sua associação desportiva denominada Adesul.  O sonho de alguns agricultores que uniram seus esforços e superaram as dificuldades que tinham em comum, transformou-se numa grande e arrojada cooperativa, organizada e ciente de suas responsabilidades, com capacidade de disponibilizar para o pequeno produtor rural a oportunidade à venda de seu produto por um preço justo e competitivo. O que parecia impossível de ser realizado individualmente, tornou-se possível quando todos se uniram e se fortaleceram compartilhando os recursos comuns para desfrutar com dignidade de seu valioso trabalho de tirar da terra o alimento, que proporciona “vida longa com mais saúde”.

Conheça mais detalhes

Somos uma cooperativa transparente e eficiente.

Nossas Unidades

Clique e conheça todos os dados de nossas unidades

Conselhos

Clique e conheça todos os membros do conselho de Administração e conselho Fiscal

Revista 50 Anos Coopersulca

Clique aqui e baixe nossa revista comemorativa de 50 anos da Cooperativa que mais cresce em Santa Catarina.

Linha do Tempo

1964
1964
No dia 20 de dezembro de 1964, 214 produtores rurais de Turvo e Timbé do Sul, no extremo sul catarinense, reuniram-se em uma assembleia geral e constituíram a Cooperativa Agropecuária de Turvo.
1967
1967
Em 1967 instalamos estrutura para recebimento, secagem, armazenagem e beneficiamento de arroz macerado que era vendido em sacos na chamada zona da mata mineira, no estado de Minas Gerais
1977
1977
Em 1977 a diretoria daquela época adquiriu selecionadoras eletrônicas e uma máquina para empacotar arroz na marca Tapera, ampliando as vendas para mais três importantes capitais de estados brasileiros, Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro.
1979
1979
Em 31 de agosto de 1979, incorporou a Cooperativa Rural dos Produtores do Vale de Araranguá, alterando a razão social para Cooperativa Regional Agropecuária Sul Catarinense – Coopersulca, estendendo sua área de ação para todo o sul Catarinense. No mesmo foram instalados o sistema de parboilização com forno, autoclave e caldeira.
1983
1983
Em 1983 foram instalados na matriz, em Turvo, os primeiros silos secadores para armazenagem de arroz em casca. Com o aumento da produção foi criada a marca de arroz Fazenda, tipo 2.
1987
1987
Em 1987 a demanda por arroz parboilizado cresceu e gerou a necessidade de aumentar o volume de arroz armazenado, sendo construída uma unidade de recebimento de arroz na comunidade denominada Santana, no vizinho município de Ermo.
1992
1992
Em 1992 a demanda por arroz parboilizado cresceu novamente assim como o número de associados, que com a utilização de melhores sementes e tecnologias produziam mais e novamente gerou a necessidade de aumentar o volume de arroz armazenado, sendo construída uma unidade de recebimento de arroz na comunidade denominada São Peregrino, em Turvo.
1993
1993
Em 1993, com a melhora nas técnicas de plantio utilizadas pelos associados em conjunto com a Epagri e departamento técnico da Coopersulca, foi instalada a unidade de recebimento de arroz em casca na comunidade de Rio Cedro Médio, no município de Nova Veneza.
1998
1998
Em 1998, foi necessário realizar um investimento na industrialização do arroz; o objetivo era melhorar a qualidade do arroz. As mudanças foram bem-sucedidas e o carro-chefe, o arroz Fazenda, passou a ser classificado como tip 1; ocorreu também outra mudança que foi a criação de uma nova embalagem.
2002
2002
Em 2002 as vendas de arroz beneficiado tipo 1 seguem aumentando juntamente com a produção de arroz em casca dos associados, surgindo a necessidade de novos investimentos em armazenagem. Foi instalada a unidade de recebimento em Sanga do Marco, no município de Araranguá.
2003
2003
Em 10 de Janeiro de 2003, foi incorporada a Cooperativa Agropecuária de Meleiro (Coapeme), que possuía uma estrutura para recebimento de arroz e uma indústria para parboilização de arroz na marca Moenda. No mesmo ano, em Meleiro, foi instalado um moinho para produzir farinha de arroz.
2005
2005
Foi criado o projeto para construção de uma nova indústria em Turvo; foi adquirido um terreno na área industrial da cidade. No mesmo ano foi instalada uma Unidade de recebimento, secagem e armazenagem de arroz para 600.000 sacos, que a partir de então, recebe constantes investimentos em ampliações.
2006
2006
Em 2006 começou, em nível mundial, uma grande preocupação com a sustentabilidade e, para o maior aproveitamento da casca do arroz como fonte de combustível renovável, foi instalada uma Briquetadeira, que transformava casca de arroz em lenha ecológica.
2007
2007
Em 07 de Julho de 2007, dia internacional do cooperativismo, representou um marco histórico para a Coopersulca que foi a inauguração do novo parque industrial que passou a ser denominada de Unidade 25, sendo esta a maior conquista dos associados aguardada por muitos anos; um sonho se tornava realidade.
2008
2008
Naquele ano foi adquirido o terreno em São João do Sul, visando à construção de uma nova unidade de armazenagem de grãos na comunidade de Pinheiros e, no mesmo ano, foi dado início à construção daquela nova unidade, que seria inaugurada no ano seguinte. 2008 marcou o início das reformas do Supercooper II.
2009
2009
Em 22 de janeiro de 2009, com a presença de 600 pessoas entre associados e convidados, foram inauguradas as novas instalações da unidade de recebimento de arroz de Pinheiros, com 06 silos e capacidade para 324.000 sacas de arroz. Em Turvo, a partir do dia 07/07/09, foram concluídas as obras da nova loja agropecuária, juntamente com a nova central de distribuição e o novo acessório de peças.
2010
2010
Dia 20 de dezembro de 2010, foi inaugurada uma ampla e moderna loja agropecuária na unidade de Meleiro, com 420 metros quadrados. Sob a presidência de Arlindo Manenti, resgata os anseios dos moradores de Meleiro, investindo na melhoria da infraestrutura, que permitiu melhorar cada vez mais o atendimento prestado aos associados e clientes.
2011
2011
Dia 30 de setembro de 2011, foi reinaugurada a loja agropecuária de Timbé do Sul, o que havia sido a primeira filial da Coopersulca no ano de 1975.
No dia 02/12/2011, foi reinaugurada uma moderna loja agropecuária em Araranguá, com 400 metros quadrados, possuindo depósito para agroquímicos, banheiros, cozinha, sala de reuniões e um depósito para insumos com 700 metros quadrados.
2012 - Parte 1
2012 - Parte 1
No mês de março foi concluída a reforma parcial do escritório central, mostrando as feições modernas que permanecem até os dias atuais.
Dia 07 de agosto foram entregues as obras com inúmeras melhorias no Supercooper II, em São João do Sul. A filial foi reformada, ganhando uma nova cobertura com estrutura metálica com telhas isotérmicas, nova instalação elétrica, escritório para a gerência, reforma da padaria, piso novo no depósito de mercadorias, estacionamento coberto e pintura geral.
2012 - Parte 2
2012 - Parte 2
Dia 21 de setembro de 2012, foi inaugurada a nova oficina mecânica, com 731 metros quadrados. Em outubro foi concluída na Filial 25 uma edificação com dois pavimentos e 972 metros quadrados. No térreo foi instalada uma oficina de manutenção, almoxarifado e depósito de embalagens e no piso superior um restaurante com 220 metros quadrados. Na segunda quinzena do mês de dezembro foi realizado o asfaltamento das vias internas de acesso na filial 25, totalizando 7.020 metros quadrados.
2013 - Parte 1
2013 - Parte 1
Em julho de 2013 foi realizada a reforma do telhado dos pavilhões da matriz, onde são depositados os insumos e sementes de arroz.
Em dezembro de 2013, foram concluídas diversas obras na filial 25, tais como: a construção da guarita, captação de pó na moega, reforma do secador e conclusão do refeitório.
2013 - Parte 2
2013 - Parte 2
Também foi inaugurada a tão sonhada unidade de Torres, no Rio Grande do Sul, num terreno de dez hectares foi construída a unidade esperada por 25 anos. Composta por 5 silos secadores, pavilhão para insumos, balança coberta, duas moegas com pré-limpeza para arroz e silo pulmão.
2013 - Parte 3
2013 - Parte 3
No setor de supermercados foi reformada a antiga oficina mecânica na matriz, que passou a funcionar como central de distribuição dos Supermercados; também foi adquirido um terreno nos fundos do Supercooper visando a sua ampliação no futuro.
2014
2014
No dia 08 de março de 2014, visando aumentar a competitividade do Arroz Fazenda e demais marcas no mercado nacional de arroz, foi inaugurada a central de distribuição do arroz Fazenda na cidade de Fortaleza, no estado do Ceará.
2015
2015
Foram concluídas as bases dos três novos silos na unidade 25; a próxima etapa foi a montagem da estrutura metálica. A etapa final foi iniciada no dia 05, de outubro, com a chegada do material, fornecido pela empresa gaúcha, Kepler e Weber. Com a construção destes novos silos a intenção foi futuramente desativar a unidade de recebimento de Meleiro.
2017
2017
Na unidade 25 foi reformado um secador de arroz, e também foi montada a 4ª linha para parboilização de arroz que permitiu um aumento considerável da industrialização de arroz (20% de acréscimo). Ao final da instalação ficamos com 4 linhas para arroz parabolizado e duas linhas para arroz polido branco.
2018
2018
Dia 20 de junho de 2018, foi inaugurado o novo Supercooper com estacionamento coberto para 75 veículos, 1.700 metros quadrados de área de vendas, restaurante e lojas anexas, totalizando 6.400 metros quadrados. Foi construída a UTE (Termelétrica) fruto da parceria entre a Coopersulca e a empresa Blueshift, com capacidade para gerar 1.250 kW, utilizando o excedente de casca de arroz gerado na unidade industrial como combustível.
2019 - Parte 1
2019 - Parte 1
No dia 21 de dezembro de 2020, ocorreu em Turvo, a inauguração da nova loja agropecuária e central de distribuição.

A nova loja agropecuária possui, em seu primeiro piso, uma ampla área de vendas, depósito para mercadorias e salas para a gerência, departamento técnico e setor de compras. No piso superior, um depósito para estocagem de mercadorias mais leves e uma sala de reuniões; a parte externa lateral recebeu uma balança rodoviária coberta e na parte frontal um estacionamento coberto.
2019 - Parte 2
2019 - Parte 2
No dia 21 de dezembro de 2020, ocorreu também a inauguração, junto à unidade industrial, das novas instalações para recebimento de milho e soja. Localizada anexa à unidade industrial, com capacidade para receber 7.200 toneladas, ou seja, 120.000 sacas de cereais; o projeto contempla uma moega para descarga, silo pulmão, secador e uma área construída de 425 metros quadrados para o processamento e embalagem de milho e derivados.
2021
2021
No dia 03/09/2021, a Coopersulca inaugurou a nova Loja Agropecuária em Maracajá. Uma loja completa com área de vendas, depósito de insumos, banheiros e sala de reuniões.
      • Sede 01 – Matriz (Escritório Central)

Rua Oscar Pietsch, 405, São Cristóvão – Turvo – SC –  Fone: (48) 3525-8300 – CNPJ nº 86.512.647/0001-18 – Inscrição Estadual nº 250.342.197 – Gerente Administrativo: Mario Luiz Bez Batti

    •  
    • Filial 02 – Timbé do Sul

Rua Pedro Zilli, 31, Centro –  Timbé do Sul – SC – Fone: (48) 3536-1313 – CNPJ nº 86.512.647/0002-07 – Inscrição Estadual nº 250.307.367 – Gerente: Edvilson Casteller

    •  
    • Filial 03 – Araranguá

Rua Porfírio Lopes de Aguiar, 141, Cidade Alta – Araranguá – SC –  Fone: (48) 3522-0138 – CNPJ nº 86.512.647/0003-80 – Inscrição Estadual nº 250.712.288 –  Gerente: Juliano Giusti Vicente

    •  
    • Filial 04 – São João do Sul

Avenida Nereu Ramos, 103, Centro –  São João do Sul – SC –  Fone: (48) 3539-0141 – CNPJ nº 86.512.647/0004-60 – Inscrição Estadual nº 250.818.531 – Gerente: Lucas Alexandre Pereira

    •  
    • Filial 05 – Maracajá

Rua José Zilli, 315, Centro – Maracajá – SC –  Fone: (48) 3523-1137 – CNPJ nº 86.512.647/0005-41 – Inscrição Estadual n º 250.898.730 –  Gerente: Luan Zanette Vitali

    •  
    • Filial 06 – Turvo (Acessório)

Rua Vereador Oscar Pietsch, 343, São Cristóvão – Turvo – SC –  Fone: (48) 3525-8310 – CNPJ nº 86.512.647/0006-22 – Inscrição Estadual nº 250.898.896 –  Gerente: Odair Nazareno Ferreira

    •  
    • Filial 08 – Sanga do Marco

Estrada Geral, S/N, Sanga do Marco – Araranguá – SC – Fone: (48) 3522-0138 – SC – CNPJ nº86.512.647/0008-94 – Inscrição Estadual nº 251.299.040 – Gerente: Juliano Giusti Vicente

    •  
    • Filial 09 – Turvo (UBS)

Rodovia SC-285, KM 14, Livramento – Turvo – SC – Fone: (48) 3525-8300 e (48) 3525 8348 – CNPJ nº 86.512.647/0009-75 – Inscrição Estadual nº 251.326.632 –  Gerente: Leandro Hahn Walnier

    •  
    • Filial 10 – São João do Sul (Pinheiros)

Estrada Geral, S/N, Pinheiros – São João do Sul – SC –  Fone: (48) 3539-0141 – CNPJ nº 86.512.647/0010-09 – Inscrição Estadual nº 251.326.497 – Gerente: Lucas Alexandre Pereira

    •  
    • Filial 13 – Nova Veneza (Rio Cedro Médio)

Rodovia SC 443, Rio Cedro Médio – Nova Veneza – SC –  Fone: (48) 3436-9369 – CNPJ nº 86.512.647/0013-51 – Inscrição Estadual nº 251.644.626 – Gerente: Marciano Fernandes Rocha

    •  
    • Filial 14 – Supercooper I

Rua Frei Gregório Dal Mont, 1190, Centro – Turvo – SC – Fone: (48) 3525-0747 – CNPJ nº 86.512.647/0014-32 – Inscrição Estadual n º 252.011.988 – Gerente: Maurício Roncato

    •  
    • Filial 15 – Supercooper II

Rua Amandio Leonel de Souza, 320, Centro – São João do Sul – SC –  Fone: (48)3539-0025 – CNPJ n º 86.512.647/0015-13 – Inscrição Estadual nº 252.051.963 –  Gerente: Evânio Pereira Trajano

    •  
    • Filial 21 – Meleiro

Rua 20 de Dezembro, 343, Estreito – Meleiro – SC – Fone: (48) 3537-1109 – CNPJ nº 86.512.647/0021-61 – Inscrição Estadual n º 254.430.597 – Gerente: Tiago Fabro Arcaro

    •  
    • Filial 23 – Forquilhinha

Rodovia Antônio Valmor Canela, Km 01, Santa Isabel – Forquilhinha – SC – Fone: (48) 3463-3790 – CNPJ nº 86.512.647/0023-23 – Inscrição Estadual n º 254.527.558 – Gerente: Rodrigo Aguiar Cardoso

    •  
    • Filial 25 – Turvo (Unidade Industrial)

Rua Ludovico Menegaro, nº 1.001, São Luiz – Turvo – SC –  Fone: (48) 3525-8600 – CNPJ nº 86.512.647/0025-95 – Inscrição Estadual nº 255.025.335 – Gerente: Tiago dos Santos Peruchi

    •  
    • Filial 28 – Turvo (Loja Agropecuária)

Rua Rui Barbosa, 440, São Cristóvão – Turvo – SC – Fone: (48) 3525-8329 – CNPJ nº 86.512.647/0028-38 – Inscrição Estadual nº 255.731.400 –  Gerente: Juliano Zílio Favarin

    •  
    • Filial 29 – Turvo (Central de Distribuição)

Rua Oscar Pietsch, 310, São Cristóvão – Turvo – SC – Fone: (48) 3525-8318 – CNPJ nº 86.512.647/0029-19 – Inscrição Estadual nº 255.731.396 –  Gerente: Vilson Ferreira

    •  
    • Filial 33 – Torres

Rod. BR 101, Km 8,5, São Braz – Torres – RS – Fone: (48) 9 9178-3533 e (48) 3525-8902 – CNPJ nº 86.512.647/0033-03 – Inscrição Estadual n º 144/0105968 – Gerente: Heric Donadel

    •  
    • Filial 34 – CD Mercado

Rua Oscar Pietsch, 343, sala 2, São Cristóvão – Turvo – SC – Fone: (48) 3525-0747 – CNPJ nº 86.512.647/0034-86 – Inscrição Estadual nº 257.302.263 – Gerente: Ricardo Borges Mazzucco

    •  
    • Filial 35 – Fortaleza

Av. General Osório de Paiva, 4183, Bom Jardim –  Fortaleza – CE – Fone: (48) 3525-8600 – CNPJ nº 86.512.647/0035-67 – Inscrição Estadual nº 067.304.125 – Gerente: Márcia Denisia Lopes Rodrigues

Conselho de Administração

Mandato de 17/02/2021 a 17/02/2025

  • Arlindo Manenti Presidente
  • Flávio Marcon Júnior – Santana – Ermo Vice-Presidente
  • Sandro Acordi – Turvo Secretário
  • Carlos Alberto Dalpiaz Conselheiro Efetivo
  • Ernani Gava Bortolotto Conselheiro Efetivo
  • Geraldo Saccon Conselheiro Efetivo
  • Valdir Zilli Conselheiro Efetivo
  • Carlos Alexandre Gava Conselheiro Suplente
  • José Euclides Destro Conselheiro Suplente
  • Wanderlei Junkes Conselheiro Suplente
Conselho Fiscal

Mandato de 03/02/2022 a 03/02/2023

  • Domingos Savio Junkes Conselheiro Fiscal Efetivo
  • Odair Bendo Conselheiro Fiscal Efetivo
  • Santilino Possamai Conselheiro Fiscal Efetivo
  • Ricieri Savio Gava Conselheiro Fiscal Suplente
  • Alexandre Lummertz Matos Conselheiro Fiscal Suplente
  • Dilnei De Pelegrini Conselheiro Fiscal Suplente